Dronegócios

Pesquisa avalia uso de Drones para coleta de dados de encalhes de animais marinhos

Postado em Agricultura Florestal e Meio-Ambiente

Produzida no Mestrado em Ciência e Tecnologia Ambiental, dissertação foi apresentada nesta sexta-feira

"Avaliação do uso de Vant para a coleta de dados de encalhes de tetrápodes marinhos em programas de monitoramento de praia", é o título da dissertação de mestrado do Programa de Pós-graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), que foi defendida nesta sexta-feira, 14 de julho.

A pesquisa, de autoria de Mônica Pontalti, sob orientação do professor André Silva Barreto, avalia a efetividade de um Veículo Aéreo Não Tripulado (Vant) na coleta de dados de encalhes de tetrápodes marinhos (aves, tartarugas e mamíferos) em áreas litorâneas.

O levantamento de dados ocorreu entre agosto de 2015 e maio de 2017, avaliando uma combinação de fatores para testar a implantação de sobrevoos na aquisição de vídeos e fotografias e comparar os resultados obtidos com a metodologia tradicional que utiliza veículos terrestres.

Para o estudo foram realizados 80 monitoramentos aéreos em quatro praias do litoral centro-sul do estado de Santa Catarina que resultaram em 124 vídeos. Durante o estudo, um total de quatro carcaças foram registradas tanto pela metodologia tradicional como pelo Vant.

No entanto, outros quatro eventos foram registrados somente pelo monitoramento terrestre, o que demonstrou que, apesar da obtenção de boas imagens aéreas e da fácil identificação dos encalhes pelo equipamento, o Vant não pode substituir a metodologia tradicional devido a uma série de impedimentos técnicos, sendo o principal deles a impossibilidade de voar em condições climáticas adversas como ventos fortes e chuva.

A expectativa é que a experiência ajude na tomada de decisões sobre a futura utilização operacional de aeronaves não tripuladas pela comunidade científica.

Compartilhar

MaisNotícias




ENCONTRE O QUE PRECISA