Dronegócios

Aeronáutica propõe parceria com Embrapa no uso de inteligência territorial

Postado em Tecnologia

Uma parceria entre a Embrapa e o Comando da Aeronáutica foi tema da reunião realizada na Embrapa Monitoramento por Satélite (Campinas, SP) no dia 8 de agosto. A Unidade já colabora com o Ministério da Defesa nessa temática e o Comando da Aeronáutica tem interesse em coordenar a governança da área espacial brasileira para fortalecer a estratégia nacional de defesa. Segundo o tenente-brigadeiro, Raul Botelho, chefe do Estado maior da Aeronáutica, a Estratégia Nacional de Defesa deve fortalecer três setores: cibernético (sob responsabilidade do Exército), nuclear (Marinha) e espacial (Aeronáutica).

A instituição pretende formar um banco de imagens orbitais de alta resolução para compartilhamento de todo governo federal e tem interesse nas tecnologias de catálogo e tratamento de dados desenvolvidas em Campinas. O encontro teve a participação do diretor-executivo de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa, Celso Moretti. Evaristo de Miranda, pesquisador e chefe-geral da Embrapa Monitoramento por Satélite, observa que a Embrapa tem a expertise para receber, catalogar, gerir tratar e usar grandes volumes de imagens orbitais.

Na Embrapa Monitoramento por Satélite, o grupo visitante, formado por 12 oficiais do Comando da Aeronáutica, conheceu exemplos de aplicações da inteligência e gestão territorial estratégica. Estudos como o Monitoramento das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e o Sistema de Inteligência Territorial Estratégica da Macrologística Agropecuária foram apresentados pelo Grupo de Inteligência Territorial Estratégica (Gite). Além disso, há um interesse na definição dos requisitos técnicos e na construção de um satélite de observação da Terra, de alta resolução espacial e espectral, em colaboração com a Embrapa. O tema já vem sendo objeto de reuniões técnicas entre as duas instituições.

Compartilhar

MaisNotícias




ENCONTRE O QUE PRECISA